Enquadramento
 
Desenvolvido no quadro do instrumento financeiro dos EEA Grants, o projeto BIOMETORE (PT02_Aviso2_0001) teve como principal objetivo estudar a biodiversidade associada a dois sistemas de montes submarinos do NE Atlântico, em áreas de jurisdição Portuguesa, respetivamente no complexo geológico Madeira-Tore (entre o território do Continente e a Ilha da Madeira) e no arquipélago submarino do Great Meteor, localizado a sul dos Açores.
 
Coordenado pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o projeto reuniu as principais instituições científicas portuguesas ligadas ao estudo dos sistemas oceânicos e do mar profundo. Obteve uma notável sintonia de objetivos entre as principais equipas de investigação nacionais, em colaboração com outros parceiros científicos, designadamente do Institute of Marine Research (IMR) sediado em Bergen, Noruega. As campanhas de mar decorreram entre 2015 e 2017, envolvendo a participação de importantes meios navais, designadamente os navios oceanográficos “Noruega” e “Arquipélago” equipados com diverso material específico de amostragem, assim como o navio hidrográfico “D. Carlos I” - dotado de um veículo dedicado de exploração subaquática - ROV “Luso”.
 
O material biológico, as amostras geológicas, as observações e os dados oceanográficos recolhidos no decurso deste projecto trouxeram um contributo muito importante para o conhecimento científico das áreas estudadas, reforçando decisivamente a capacidade de Portugal gerir adequadamente um conjunto de recursos de importância estratégica colocados na esfera da sua jurisdição, nos termos da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (CNUDM, também conhecida pelo acrónimo internacional de UNCLOS).
 
A página web do projeto (http://biometore.ipma.pt) divulga o resultado das campanhas efetuadas. O site institucional do IPMA (www.ipma.pt) irá divulgar outra informação, na medida em que esta venha a estar disponível.