Enquadramento 

Método de pesca individual, caracterizado pela não utilização de utensílios especialmente fabricados para esses fim, não provocando ferimentos graves na captura. (Lista de espécies animais marinhas e utensílios)

 Descrição

Utiliza diversos utensílios simples. Pode ser praticada por um indivíduo, utilizando ou não uma embarcação de apoio e equipamento de mergulho em apneia.
 
Características

Podem ser usados vários utensílios como a faca de mariscar, o sacho de cabo curto, o berbigoeiro e a arrilhada.
 
 Classes de malhagens

Não se aplica.
 
 Espécies-alvo

Bivalves, gastrópodes, equinodermes, poliquetas e crustáceos.
 
 Área de atuação

Não estão previstas restrições especiais, podendo o apanhador devidamente licenciado operar na área de jurisdição da Capitania da sua residência e nas adjacentes.
 
 Outros condicionalismos

Proibida a pesca de bivalves entre 1 de Maio e 15 de Junho (em águas oceânicas e interiores marítimas).
 Restrições especificas à apanha de percebe no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e na Reserva Natural das Berlengas.
 
 Imagens


 Legislação


Geral

.
Reserva Natural das Berlengas

 
Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

.
Rio Sado

  • Portaria n.º 1354/2003, de 11 de dezembro, que interdita a captura e comercialização de algumas espécies de poliquetas.