2021-07-05

DGRM acompanha Ministro do Mar em visita à Lisnave e ao navio Vasco da Gama

O Ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, acompanhado pelo Diretor-Geral da DGRM, José Carlos Simão, e pelo administrador da APSS, José Emílio Castel-Branco, visitou o estaleiro naval da Lisnave no Porto de Setúbal e o novo navio de cruzeiros “Vasco da Gama” que se encontra neste estaleiro a concluir a sua modernização, tendo sido recebidos pelo presidente da Lisnave, José António Rodrigues, e pelo empresário Mário Ferreira.

Na visita, o Ministro do Mar teve oportunidade de verificar as potencialidades do estaleiro localizado no estuário do rio Sado, dedicado à manutenção e reparação naval dos grandes navios da marinha mercante e de grandes estruturas marítimas para atividades offshore, onde dispõe de seis docas com capacidade até 700.000 dwt e de todo um conjunto de oficinas e serviços para responder às mais variadas solicitações dos armadores.

A Lisnave presta serviços especializados a uma alargada carteira de clientes de armadores de todo o mundo, tem cada vez mais apostado em trabalhos de navios complexos, como os de LNG, LPG ou cruzeiros, bem como nas novas vertentes de Green Shipping e de Economia Circular, como por exemplo em sistemas de controlo de emissões e de águas de lastro, ou mesmo projetos de vanguarda no controlo tecnológico e de digitalização. É disto exemplo o novo navio de cruzeiros da “Mystic Ocean”, o Vasco da Gama, que se encontra a finalizar a sua modernização na Mitrena e que o Ministro do Mar também visitou.

O navio Vasco da Gama foi a última aquisição do grupo Mystic, tem capacidade para mais de mil passageiros e cerca de 550 tripulantes, tem 210 metros de comprimento e 30 metros de boca.

Entre as várias intervenções de modernização, destaca-se a conversão das máquinas do navio para Tier III com emissões reduzidas, a reconversão dos sistemas de lastro, esgotos e gestão de resíduos, bem como uma nova eficiência energética global das máquinas e restantes equipamentos. Esta modernização permitirá que o navio possa navegar nas regiões do planeta com controlo de requisitos ambientais mais apertados, nomeadamente as Áreas de Controlo de Emissões e as zonas polares e Fiordes na Noruega.

Muito relevante, foi o destaque para a importância do setor empresarial português nesta visita. Desde logo, a visita ter acontecido a um estaleiro português de referencia, a Lisnave, e ter sido visitado o maior navio de cruzeiros de bandeira portuguesa, navio esse pertencente ao armador português Mario Ferreira. Na modernização do navio Vasco da Gama, destaque ainda para a participação de empresas portuguesas nesta transformação, nomeadamente a empresa Tecnoveritas, responsável pelo projeto de evolução das máquinas para Tier III, com redução das emissões em 80%, bem como a nova pintura do navio com tintas de última geração antifouling, fornecidas pela empresa nacional Hempel.