2019-07-12

Ministério do Mar lança novas fases para a navegabilidade do rio Guadiana

Em cerimónia presidida pela Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, a Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) assinou hoje o contrato da empreitada para a navegabilidade do troço Alcoutim-Pomarão do rio Guadiana, cujos trabalhos irão decorrer nos próximos meses.

A empreitada contempla a realização das dragagens para a regularização da batimetria num canal de 30 metros ao longo do rio e a instalação do respetivo assinalamento marítimo, permitindo a navigabilidade diurna e noturna em adequadas condições de segurança. O valor da empreitada é de 600.000€, contando com financiamento de 75% pelo Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha Portugal (POCTEP 2014-2020), através de uma candidatura conjunta de Portugal e Espanha, e segue-se à primeira empreitada realizada neste rio entre Vila Real de Santo Antonio e Alcoutim.

Nesta mesma cerimónia, foi também assinado um protocolo entre a DGRM e a Camara Municipal de Mértola, que tem como objetivo estabelecer as condições de cooperação técnica entre estas duas entidades para o estudo das melhores soluções para a projeto de navegabilidade do rio Guadiana, no troço compreendido entre Pomarão e Mértola, bem como nos melhoramentos das infraestruturas associadas. No âmbito do presente protocolo, serão desenvolvidas as seguintes ações: Elaboração do projeto de navegabilidade para o troço do rio Guadiana Pomarão-Mértola; Elaboração do projeto do assinalamento para a navegação; Elaboração do projeto de melhoramentos das infraestruturas associadas; Aprovação do estudo de impacte ambiental; Criação e divulgação da marca de navegabilidade do Guadiana.

A navegabilidade do rio Guadiana é um fator importante para a revitalização económica das populações ribeirinhas deste rio, já que permitirá transformar o rio num vetor agregador entre as zonas turísticas algarvias e o interior alentejano.